Emagrecimento Sem Força De Vontade

by | Mar 23, 2020 | Alimentação, Emagrecimento, Mentalidade

Eu aposto que você acredita que precisa de mais força de vontade para emagrecer – só que não! E eu vou te contar o que realmente vai garantir seu sucesso.

Quem nunca ouviu (ou pensou) que precisava de mais força de vontade para emagrecer? Que ela seria a chave para dizer “não” para tudo aquilo que compromete o seu progresso?

Como nós somos condicionadas a acreditar que o nosso descontrole com a comida é um problema que precisamos consertar, é fácil imaginar que a ferramenta para isso seja mais disciplina ou força de vontade. Eu já ouvi (e pensei, confesso) muitas vezes que eu não conseguia emagrecer porque eu não tinha força de vontade o suficiente. 

“Se ao menos eu tivesse vergonha na cara e não repetisse o bolo três vezes, eu seria magra.”

ou

“Eu não tenho força de vontade para manter a dieta no final de semana.”

Hoje, do outro lado da história, eu vejo que o me trouxe a liberdade alimentar e o emagrecimento não foi mais força de vontade.

Veja, as poucas pessoas que conseguem manter a longo prazo os resultados de emagrecimento de uma dieta restritiva vivem numa luta constante. Elas sofreram para emagrecer e continuam sofrendo para se manterem magras – isso sim requer (MUITA) força de vontade.

Para emagrecer sem luta (e para sempre), é preciso uma transformação interna que não tem nada a ver com mais disciplina.

Força de vontade não é a resposta para o emagrecimento

Isso porque os seus hábitos alimentares estão associados à muitas coisas além da comida. Dessa forma, depender que a sua força de vontade te convença a não pegar o segundo (e o terceiro, e o quarto) pedaço de pizza pode até dar certo por um breve momento – no início, quando você está empolgada.

Mas, infelizmente, força de vontade é um recurso bastante limitado que nós usamos o dia todo para uma série de tarefas. Além de ser um recurso depletável, ele funciona melhor quando a sua vida está equilibrada, tudo está funcionando e você está revigorada, e não funciona muito bem quando você está cansada, estressada e desgostosa. 

Por isso, acreditar que mais força de vontade vai resolver o problema é uma ilusão. Muitos fatores podem afetar os desejos do seu corpo por comida, e o seu “estoque de força de vontade” simplesmente não é o bastante para vencer e os seus problemas com a comida – aquiles que realmente te leva a comer mais do que você precisa.

Esses fatores podem incluir falta de habilidades para lidar situações adversas, padrões de pensamento que favorecem relações disfuncionais, falta de sono, excesso de estresse, desbalanços hormonais ou intestinais, medos em geral e, especialmente, um histórico de dietas restritivas.

Nada disso se remedia com força de vontade.

Em tempo, a restrição alimentar é, comprovadamente, o maior preditor de descontrole e compulsão alimentar. 

Indivíduos que fazem dieta também são comprovadamente predispostos à obsessão com comida e com peso.

Isso não significa que você não possa querer emagrecer!

Como uma ex-viciada em dietas, eu sei que eu jamais toparia essa ideia – nem pretendo te convencer a isso.

Hoje eu vejo com grande clareza que uma mulher pode se aceitar e ainda assim querer emagrecer, que ela pode se achar bonita e ser grata pelo próprio corpo e ainda assim querer mudá-lo. Mas isso pode ser feito de uma forma muito mais inteligente, já que o emagrecimento é um subproduto do equilíbrio dos fatores citados acima.  

O ponto-chave é que o emagrecimento e a cura dos hábitos alimentares autodestrutivos nunca serão um sucesso com uma dieta sem graça, que você precisa de força de vontade para seguir. Isso tem data de validade.

Entretanto, quando você começar a se focar no que realmente importa, você vai perceber que a força de vontade é, no mínimo, supérflua na sua transformação.

O indispensável mesmo é o autocuidado e a vontade de se tornar a protagonista da sua jornada.

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Coach Alimentar, Pn1

Eu ajudo mulheres a comerem melhor e emagrecerem sem neuras.

Eu sou coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, estudante de Nutrição, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu noivo e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Coisas que te nutrem além da comida

Coisas que te nutrem além da comida

Se você percebe que frequentemente come sem fome genuína e que grande parte da sua alimentação é movida pelas suas emoções, pode ser que outros aspectos da sua vida estejam desnutridos. Ampliar as suas formas de suprir suas demandas internas é um passo muito importante no caminho da liberdade e autonomia alimentar!

read more
Engordei na quarentena. E agora?

Engordei na quarentena. E agora?

A sua prioridade deve ser sempre o cuidado com a sua saúde física e mental. Lembrar que respirar, mover o corpo, manter a mente ocupada com qualidade e se alimentar bem e de forma consciente são ingredientes básicos para uma vida equilibrada. Não só na quarentena como em todos os outros períodos difíceis que você enfrentar na vida.

read more

Comentários

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *