O Poder do Hábito no Emagrecimento Saudável

by | Nov 19, 2017 | Mentalidade

Dias atrás, tomando um café no shopping com minha mãe, ela me perguntou se eu queria um pão de queijo.

“Não, obrigada”, eu respondi.

Eu amo pão de queijo – especialmente com café – principalmente dessas cafeterias de shopping. Mas aquele dia eu fiquei só no café.

Como eu tomei essa decisão sem precisar pensar? O poder do hábito.

Minha escolha foi quase automática – eu só avaliei meu nível de fome (zero) e estimativa de quando eu poderia comer algo mais nutritivo (em breve).

decisão fácil e indolor. Café puro sem pão de queijo.

Talvez na próxima vez eu queira o acompanhamento. Talvez não.

Mas nem sempre foi assim. Pela maior parte da minha vida eu simplesmente não conseguia dizer não – ao menos não sem me sentir totalmente frustrada, injustiçada e infeliz com isso.

Enquanto eu tomava meu café, eu escrevi uma pequena nota no meu celular:

“Hábitos superam decisões racionais”.

Nada de extraordinário, certo? Acho que 10 em 10 pessoas concordariam que decisões habituais são mais fáceis do que aquelas que exigem muito raciocínio. Mas existe toda uma ciência por trás disso.

Em resumo, cada vez que você faz uma escolha, a vantagem do “item” selecionado aumenta em detrimento do outro que você rejeitou. Isso se chama vantagem cumulativa.

E o que isso tem a ver com pão de queijo? E por que isso pode te interessar?

A cada escolha do que comer ou de ir treinar ou não – escolhe comer o biscoito recheado ou não, escolhe apertar o soneca ou não – você dá àquele comportamento uma vantagem cumulativa. Quanto mais você repete a escolha, maior a vantagem cumulativa.

Toda escolha, não importa o quão pequena, acarreta consequências. Você está sempre contribuindo para a vantagem cumulativa de ALGUM COMPORTAMENTO.

Nós tendemos sempre a fazer a escolha mais fácil e familiar disponível – aquela que tem vantagem cumulativa. O hábito supera as decisões racionais e, escolha após escolha, nossas opções têm pesos cada vez mais desiguais.

A maioria das pessoas aborda a mudança de comportamento por meio das decisões racionais. Nós racionalmente entendemos o que precisamos fazer e porque devemos fazer, e todos os dias nós prometemos a nós mesmas que vamos fazer a escolha correta.

Mas, na grande maioria das vezes, nós repetimos as mesmas escolhas fáceis e familiares. É por isso que nós nos decepcionamos conosco e nos sentimos “sem força de vontade”. Ao invés de contar com o nosso consciente, nós precisamos construir hábitos. Eu acredito que isso seja muito óbvio, mas ainda assim nós falhamos por duas principais razões:

1. NÓS TENTAMOS MUDAR MUITAS COISAS DE UMA SÓ VEZ

2. NÓS SOMOS TERRIVELMENTE INCONSISTENTES

Não importa o quanto você queira desesperadamente mudar, você reduz drasticamente as suas chances de sucesso de acordo com o número de variáveis que quer mudar ao mesmo tempo.

Escolha UMA de cada vez.

Escolheu? Então, seja loucamente consistente.

Torne a mudança tão simples e pequena que você não tenha desculpas ou exceções todos os dias. Lembre-se, a cada escolha você está deliberadamente dando vantagem cumulativa a algum comportamento. Essa vantagem está funcionando a seu favor? O que você poderia fazer hoje para usar essa vantagem a favor de uma escolha que te ajude a alcançar as suas metas?

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Coach Alimentar, Pn1

Eu ajudo mulheres a comerem melhor e emagrecerem sem neuras.

Eu sou coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, estudante de Nutrição, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu noivo e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Coisas que te nutrem além da comida

Coisas que te nutrem além da comida

Se você percebe que frequentemente come sem fome genuína e que grande parte da sua alimentação é movida pelas suas emoções, pode ser que outros aspectos da sua vida estejam desnutridos. Ampliar as suas formas de suprir suas demandas internas é um passo muito importante no caminho da liberdade e autonomia alimentar!

read more
Engordei na quarentena. E agora?

Engordei na quarentena. E agora?

A sua prioridade deve ser sempre o cuidado com a sua saúde física e mental. Lembrar que respirar, mover o corpo, manter a mente ocupada com qualidade e se alimentar bem e de forma consciente são ingredientes básicos para uma vida equilibrada. Não só na quarentena como em todos os outros períodos difíceis que você enfrentar na vida.

read more
A jornada da Liberdade Alimentar

A jornada da Liberdade Alimentar

As dietas são aqueles falsos atalhos que pegamos na tentativa de chegar logo ao objetivo de estar bem com o nosso corpo. Mas, na verdade, elas são como uma estrada no sentido contrário da felicidade, que só nos afastam do nosso autoconhecimento, ditando regras externas que te fazem acreditar que você não é capaz de gerenciar o seu corpo. Aqui está o que você pode esperar quando abandona a prisão das dietas em direção à liberdade alimentar.

read more

Comentários

0 Comments