Como Combinar Férias, Moderação E Paz Com A Comida

by | Dec 28, 2018 | Alimentação, Mentalidade

Como você come nas férias pode indicar porque você está andando em círculos, sem efetivamente conseguir parar de exagerar na comida.

Quando se trata de comer, as férias significam um tempo de alforria para muitas mulheres.

Elas anteveem que comer demais e ganhar peso é quase inevitável e, assim, as férias são um tempo de “pausar” os planos de comer melhor e/ou emagrecer.

Qualquer esforço de ser mais saudável fica suspenso até que as férias acabem, especialmente se viagens estão nos planos. Nesses casos, é até esperado regredir no caminho – afinal, como é possível manter a alimentação em dia sem nenhuma rotina? Nenhum planejamento?

E verdade seja dita: férias são férias. São a oportunidade de escapar das demandas do dia-a-dia, de curtir a liberdade de um dia sem compromissos, de descansar e desativar o despertador. Mas tenha certeza, a forma que você aborda a comida e os excessos nesses dias de folga e festas diz muito sobre a sua alimentação no resto dos seus dias (os dias “normais”).

Você precisa de férias da sua luta contra a comida?
Você é alguém que acredita que as férias são a sua chance de comer tudo o que você quer, sem culpa nem consequências? Que você tem “passe livre” para escolher o que quiser no cardápio, porque está de férias?

Se sim, é hora de refletir sobre como é a sua relação com a comida quando você não está de férias.

Quando você sente que comer sem consciência é igual a liberdade, pode ser um sinal de que você está se sentindo restringida ou privada na sua alimentação o dia-a-dia.

Existe uma diferença enorme entre comer com liberdade e comer em excesso, ou de estar em paz com a comida ou estar lutando para controlar perfeitamente tudo o que você coloca na boca (o que é uma ilusão, diga-se de passagem).
Fazer dieta normalmente te coloca numa mentalidade de privação, a qual te leva a acreditar que o sucesso é sinônimo de dizer “não”, de ser forte e recusar, porque assim você está “vencendo” a batalha contra a comida.
Uma abordagem restritiva – focada no que você não vai comer, o que você vai se forçar a fazer, ou o que você vai recusar – te leva, fatalmente, à mentalidade de tudo-ou-nada, na qual você está sempre dentro do seu plano ou furando o seu plano (o que você faz nas férias… e, cof cof, quase todos os finais de semana).

É melhor aprender a comer com moderação do que aprender a viver em privação
Moderação com a comida é um estado sustentável e prazeroso, que você pode alcançar quando sai da mentalidade de privação. Ao invés de vencer a balança ou ser mais forte do que a comida, você aprende a tomar o seu poder de volta e a luta magicamente cessa.

Quando você vive em paz com a comida e consegue comer com moderação, o “passe livre” para comer até o pá da mesa nas férias perde o encanto. Claro que talvez você aproveite alguns quitutes extras ou prazeres gastronômicos, mas você não sente que precisa de férias da sua rotina alimentar. Ela já é prazerosa e livre – e você adora o que você come diariamente!

Uma mentalidade de privação te mantém vítima da comida
Uma das questões que eu sempre me faço quando eu estou me preparando para viajar é:
Como eu quero me sentir durante o meu regresso para casa?
Não há resposta certa ou errada, mas o que eu normalmente mentalizo é a vontade de me sentir em paz comido mesma, relaxada, satisfeita, energizada, feliz e descansada. Para mim, a ideia de escapar da minha rotina significa revigorar as energias e carregar as baterias.

Uma mentalidade de privação e de tudo-ou-nada não permite que você traga nada de nutritivo para casa. Se você sente que precisa aproveitar cada segundo de liberdade se mimando com todas as comidas que vê na frente, você certamente vai retornar se sentindo inchada, cansada e com a certeza de que precisa “voltar pra linha” agora que o sonho acabou.

Esse ciclo de excessos e restrição é exatamente o que torna a comida tão poderosa sobre você – mesmo nas férias. O segredo para alcançar a paz com a comida e a liberdade real é transformar a mentalidade de privação e a forma que você aborda a comida – especialmente se segunda à sexta.

Eu sei que isso pode soar um pouco vago e complexo demais, especialmente se tudo o que você quer fazer é esquecer da rotina comer o que você quer, mas eu te garanto que abandonar a mentalidade de privação e retomar o seu poder frente à comida não são coisas tão complicadas assim.

Como ter paz com a comida nas férias
A forma mais fácil de comer com prazer e moderação durante as férias é tomar algumas decisões com antecedência. Isso te coloca no volante ao invés de te manter no banco do passageiro, à mercê das condições e eventos que fogem do seu controle.

Eu não estou nem cogitando decisões sobre calorias ou carboidratos, ok?

Vamos voltar pra questão que eu deixei ali em cima…
Como você quer se sentir quando as férias acabarem?
Agora, pergunte a si mesma…
Se me sentir assim fosse a minha única meta (provavelmente não seja, e tá tudo bem), como eu comeria?
Eu não sei como você respondeu, mas eu sei que para mim e para as minhas clientes, olhar por esse ângulo pode mudar muitas coisas. Talvez você queira comer de um jeito que mantenha o seu intestino funcionando bem, que te mantenha energizada pelas tardes, que não te deixe se sentindo letárgica ou estufada demais para aproveitar os dias. Talvez você queira aproveitar os dias off para tomar café da manhã num lugar diferente, ou conhecer alguns restaurantes que te indicaram e te deixam super animada. Mas dificilmente você vai querer voltar pra casa lesada de tanto comer amendoins murchos sem nem sentir o gosto…

Quais escolhas você quer fazer na sua alimentação para se sentir como você quer se sentir? Aproveitando tudo o que você quer aproveitar?
E porque você está descansando e eu não te quero obcecada com o que você está comendo…

Tem alguma boa prática que você deseja estabelecer antes das férias começarem?⠀
(do tipo não beliscar entre refeições ou usar a tática “comida na boca, garfo no prato” em todas as refeições)

E uma questão final…

O que você pode fazer na sua alimentação diária que evite que você precise “escapar” da rotina quando as férias ou festas chegam? Como você pode ter mais satisfação no seu dia-a-dia?

Satisfação e moderação andam de mãos dadas. Uma não existe sem a outra.

Comer é uma atividade diária, não existe férias pra isso. É normal e esperado ter prazer na sua alimentação – todos os dias. A vida é muito curta para você querer tirar férias do que você come.

Você pode mudar isso – e você não precisa esperar até as próximas férias para começar.

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Coach Alimentar, Pn1

Eu ajudo mulheres a comerem melhor e emagrecerem sem neuras.

Eu sou coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, estudante de Nutrição, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu noivo e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Coisas que te nutrem além da comida

Coisas que te nutrem além da comida

Se você percebe que frequentemente come sem fome genuína e que grande parte da sua alimentação é movida pelas suas emoções, pode ser que outros aspectos da sua vida estejam desnutridos. Ampliar as suas formas de suprir suas demandas internas é um passo muito importante no caminho da liberdade e autonomia alimentar!

read more
Engordei na quarentena. E agora?

Engordei na quarentena. E agora?

A sua prioridade deve ser sempre o cuidado com a sua saúde física e mental. Lembrar que respirar, mover o corpo, manter a mente ocupada com qualidade e se alimentar bem e de forma consciente são ingredientes básicos para uma vida equilibrada. Não só na quarentena como em todos os outros períodos difíceis que você enfrentar na vida.

read more

Comentários

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *