Força de Vontade para Emagrecer: Porque não é Suficiente

by | Jan 18, 2018 | Mentalidade

Quando se trata de seguir um plano alimentar, ser consistente na alimentação saudável ou na prática de exercícios, a maioria de nós acredita que força de vontade é a chave para se manter na linha, resistir às tentações e continuar no caminho do sucesso.

Mas tem uma coisa que não te contaram sobre força de vontade: ela não te leva muito longe e se acaba muito rapidamente. Ela precisa ser recarregada constantemente, por isso ela não é a ferramenta mais confiável para te manter em dia com os seus esforços de comer melhor e se exercitar.

O dicionário descreve força de vontade como a habilidade de controlar a si mesmo; uma forte determinação que te permite fazer algo diferente.

Ainda assim, quantas vezes você já não disse a si mesma “eu vou ser muito forte e não comer a caixa de bombons inteira”… e comeu? Ou você começou um novo plano alimentar, estava indo bem, emagreceu e… as coisas simplesmente desandaram e em pouco tempo você ganhou todo o peso de volta? Ou você se determinou a comer super limpo por um mês e aconteceu de você sair do plano numa refeição… e você jogou tudo pela janela e sentiu uma raiva imensa de você mesma depois?

Sabe o que aconteceu?

A sua força de vontade falhou.

Mais especificamente, os seus comportamentos sabotadores, dos quais você não cuidou, te levaram ao fracasso. 

Você coloca a culpa na sua “falta de força”, mas você não está olhando para o PORQUÊ você fez as escolhas que você fez.

Força de vontade não é suficiente para te fazer mudar seus comportamentos, especialmente a forma como você come.

ESQUEÇA A FORÇA DE VONTADE, O QUE VOCÊ REALMENTE PRECISA É CIA: COMPROMETIMENTO, INTENÇÃO E AÇÃO

Todas nós temos prioridades e valores na vida, especialmente no que se refere à saúde. Eu NUNCA encontrei ninguém que me disse não se importar com a própria saúde.

Então, é importante definir bem quais são as suas prioridades e onde o seu bem-estar e a sua saúde se encontram dentre elas.

Comprometimento é uma ótima forma de começar a melhorar seus hábitos alimentares. Comece se perguntando: você está comprometida a se tornar uma versão mais saudável de si mesma? Você está comprometida a comer alimentos mais nutritivos? A planejar a sua alimentação se isso for te ajudar? A cuidar melhor do seu corpo, com mais amor e respeito? E você se compromete a se perdoar e não se culpar quando você comer algo fora do seu plano porque isso não iria ajudar?

Saber as suas prioridades e os seus valores e se comprometer profundamente com eles vai te manter mais presente nas coisas mais importantes da sua vida. Listar as coisas mais importantes da sua vida e colocar a lista num lugar que você veja todos os dias vai te lembrar do que é realmente importante para você. Você pode não perceber, mas não ter os seus valores e prioridades respeitados, por você e pelos outros, pode ser muito desgastante – e até te fazer comer em excesso.

Todas as vezes que você for fazer uma escolha – inclusive do que comer – pergunte-se se ela está alinhada com os seus valores.

Intenção é outro ingrediente muito importante. Qual a sua intenção quando sai pra jantar com seus amigos? Ou quando você vai a uma festa de aniversário? Foque-se no positivo, não no negativo. Colocar uma intenção clara e positiva vai ajudar. É como traçar metas.

Por exemplo, se eu vou a uma festa e eu sei que lá vai ter uma mesa incrível de comidas maravilhosas, eu realmente me determino a me conectar com ao menos uma pessoa e falar com ela sobre a vida ou sobre o dela. Eu também me determino a comer o prato que mais me apetecer e a sobremesa mais interessante, de forma que eu me satisfaça em todos os sentidos – físico, emocional e social. Isso me deixa focada e guia meu comportamento para perto de onde eu quero que ele esteja, e me previne de comer em excesso porque eu estava me sentindo sozinha ou entediada. Em geral eu realmente não preciso repetir o prato, mas sei que ficar desconfortável pode me levar a fazê-lo.

Por fim, entrar em ação é a estrela do jogo! Isso porque VOCÊ é o ÚNICO responsável pelo que você escolhe colocar no seu corpoIsso não se trata de força de vontade, se trata de escolha. E para cada escolha existe uma consequência, positiva ou negativa. Então você pode escolher se você quer ou não comer fast-food, repetir a lasanha pela terceira vez, etc. Fazer uma escolha contrária ou diferente do que você normalmente faria e repeti-la vai ajudar na transformação do seu comportamento padrão – e fazer isso virar um hábito.

Isso é mais do que possível, mas requer ação consistente e constante. E não se esqueça do mais importante: se você falhar, não desista. Nós somos seres resistentes à mudança.  A consistência com o seu Comprometimento, Intenção e Ação é o que te leva aos resultados duradouros. Continue indo ao encontro dos seus valores, e não fingindo que você não se importa com eles. Para mais inspiração para entrar em ação, baixe o meu eBook gratuito “5 Atitudes que Estão Sabotando o seu Emagrecimento” clicando aqui

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Coach Alimentar, Pn1

Eu ajudo mulheres a comerem melhor e emagrecerem sem neuras.

Eu sou coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, estudante de Nutrição, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu noivo e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Coisas que te nutrem além da comida

Coisas que te nutrem além da comida

Se você percebe que frequentemente come sem fome genuína e que grande parte da sua alimentação é movida pelas suas emoções, pode ser que outros aspectos da sua vida estejam desnutridos. Ampliar as suas formas de suprir suas demandas internas é um passo muito importante no caminho da liberdade e autonomia alimentar!

read more
Engordei na quarentena. E agora?

Engordei na quarentena. E agora?

A sua prioridade deve ser sempre o cuidado com a sua saúde física e mental. Lembrar que respirar, mover o corpo, manter a mente ocupada com qualidade e se alimentar bem e de forma consciente são ingredientes básicos para uma vida equilibrada. Não só na quarentena como em todos os outros períodos difíceis que você enfrentar na vida.

read more
A jornada da Liberdade Alimentar

A jornada da Liberdade Alimentar

As dietas são aqueles falsos atalhos que pegamos na tentativa de chegar logo ao objetivo de estar bem com o nosso corpo. Mas, na verdade, elas são como uma estrada no sentido contrário da felicidade, que só nos afastam do nosso autoconhecimento, ditando regras externas que te fazem acreditar que você não é capaz de gerenciar o seu corpo. Aqui está o que você pode esperar quando abandona a prisão das dietas em direção à liberdade alimentar.

read more

Comentários

0 Comments