Força de Vontade para Emagrecer: Porque não é Suficiente

by | Jan 18, 2018 | Mentalidade

Quando se trata de seguir um plano alimentar, ser consistente na alimentação saudável ou na prática de exercícios, a maioria de nós acredita que força de vontade é a chave para se manter na linha, resistir às tentações e continuar no caminho do sucesso.

Mas tem uma coisa que não te contaram sobre força de vontade: ela não te leva muito longe e se acaba muito rapidamente. Ela precisa ser recarregada constantemente, por isso ela não é a ferramenta mais confiável para te manter em dia com os seus esforços de comer melhor e se exercitar.

O dicionário descreve força de vontade como a habilidade de controlar a si mesmo; uma forte determinação que te permite fazer algo diferente.

Ainda assim, quantas vezes você já não disse a si mesma “eu vou ser muito forte e não comer a caixa de bombons inteira”… e comeu? Ou você começou um novo plano alimentar, estava indo bem, emagreceu e… as coisas simplesmente desandaram e em pouco tempo você ganhou todo o peso de volta? Ou você se determinou a comer super limpo por um mês e aconteceu de você sair do plano numa refeição… e você jogou tudo pela janela e sentiu uma raiva imensa de você mesma depois?

Sabe o que aconteceu?

A sua força de vontade falhou.

Mais especificamente, os seus comportamentos sabotadores, dos quais você não cuidou, te levaram ao fracasso. 

Você coloca a culpa na sua “falta de força”, mas você não está olhando para o PORQUÊ você fez as escolhas que você fez.

Força de vontade não é suficiente para te fazer mudar seus comportamentos, especialmente a forma como você come.

ESQUEÇA A FORÇA DE VONTADE, O QUE VOCÊ REALMENTE PRECISA É CIA: COMPROMETIMENTO, INTENÇÃO E AÇÃO

Todas nós temos prioridades e valores na vida, especialmente no que se refere à saúde. Eu NUNCA encontrei ninguém que me disse não se importar com a própria saúde.

Então, é importante definir bem quais são as suas prioridades e onde o seu bem-estar e a sua saúde se encontram dentre elas.

Comprometimento é uma ótima forma de começar a melhorar seus hábitos alimentares. Comece se perguntando: você está comprometida a se tornar uma versão mais saudável de si mesma? Você está comprometida a comer alimentos mais nutritivos? A planejar a sua alimentação se isso for te ajudar? A cuidar melhor do seu corpo, com mais amor e respeito? E você se compromete a se perdoar e não se culpar quando você comer algo fora do seu plano porque isso não iria ajudar?

Saber as suas prioridades e os seus valores e se comprometer profundamente com eles vai te manter mais presente nas coisas mais importantes da sua vida. Listar as coisas mais importantes da sua vida e colocar a lista num lugar que você veja todos os dias vai te lembrar do que é realmente importante para você. Você pode não perceber, mas não ter os seus valores e prioridades respeitados, por você e pelos outros, pode ser muito desgastante – e até te fazer comer em excesso.

Todas as vezes que você for fazer uma escolha – inclusive do que comer – pergunte-se se ela está alinhada com os seus valores.

Intenção é outro ingrediente muito importante. Qual a sua intenção quando sai pra jantar com seus amigos? Ou quando você vai a uma festa de aniversário? Foque-se no positivo, não no negativo. Colocar uma intenção clara e positiva vai ajudar. É como traçar metas.

Por exemplo, se eu vou a uma festa e eu sei que lá vai ter uma mesa incrível de comidas maravilhosas, eu realmente me determino a me conectar com ao menos uma pessoa e falar com ela sobre a vida ou sobre o dela. Eu também me determino a comer o prato que mais me apetecer e a sobremesa mais interessante, de forma que eu me satisfaça em todos os sentidos – físico, emocional e social. Isso me deixa focada e guia meu comportamento para perto de onde eu quero que ele esteja, e me previne de comer em excesso porque eu estava me sentindo sozinha ou entediada. Em geral eu realmente não preciso repetir o prato, mas sei que ficar desconfortável pode me levar a fazê-lo.

Por fim, entrar em ação é a estrela do jogo! Isso porque VOCÊ é o ÚNICO responsável pelo que você escolhe colocar no seu corpoIsso não se trata de força de vontade, se trata de escolha. E para cada escolha existe uma consequência, positiva ou negativa. Então você pode escolher se você quer ou não comer fast-food, repetir a lasanha pela terceira vez, etc. Fazer uma escolha contrária ou diferente do que você normalmente faria e repeti-la vai ajudar na transformação do seu comportamento padrão – e fazer isso virar um hábito.

Isso é mais do que possível, mas requer ação consistente e constante. E não se esqueça do mais importante: se você falhar, não desista. Nós somos seres resistentes à mudança.  A consistência com o seu Comprometimento, Intenção e Ação é o que te leva aos resultados duradouros. Continue indo ao encontro dos seus valores, e não fingindo que você não se importa com eles. Para mais inspiração para entrar em ação, baixe o meu eBook gratuito “5 Atitudes que Estão Sabotando o seu Emagrecimento” clicando aqui

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Coach Alimentar, Pn1

Eu ajudo mulheres a comerem melhor e emagrecerem sem neuras.

Eu sou coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, estudante de Nutrição, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu noivo e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Coisas que te nutrem além da comida

Coisas que te nutrem além da comida

Se você percebe que frequentemente come sem fome genuína e que grande parte da sua alimentação é movida pelas suas emoções, pode ser que outros aspectos da sua vida estejam desnutridos. Ampliar as suas formas de suprir suas demandas internas é um passo muito importante no caminho da liberdade e autonomia alimentar!

read more
Engordei na quarentena. E agora?

Engordei na quarentena. E agora?

A sua prioridade deve ser sempre o cuidado com a sua saúde física e mental. Lembrar que respirar, mover o corpo, manter a mente ocupada com qualidade e se alimentar bem e de forma consciente são ingredientes básicos para uma vida equilibrada. Não só na quarentena como em todos os outros períodos difíceis que você enfrentar na vida.

read more

Comentários

0 Comments