“Emagrecer É Muito Difícil!” – É Mesmo?

by | Oct 11, 2017 | Mentalidade

Você tem a impressão de que emagrecer é muito difícil?

Eu certamente tive essa impressão pela maior parte da minha vida.

Depois de poucas semanas numa nova dieta ou num novo plano de exercícios, eu começava a achar tudo cansativo demais. A comida “saudável” não era tão gostosa, o treino tomava muito tempo e, de repente, eu sentia que merecia um agrado pelo meu esforço. 

E um agrado virava um final de semana inteiro de esbórnia, e eu voltava direto pro ponto inicial. 

E o ciclo se repetia. Conhece?

Por isso hoje que quero te explicar porque você sente que emagrecer muito difícil, e como desconstruir essa ideia para que a sua jornada seja mais prazerosa.

OS SEUS HÁBITOS TE DEFINEM

Uma coisa muito curiosa sobre nós, seres humanos, é que os nossos cérebros mantêm a maior parte possível das nossas vidas em segundo plano, ou seja, eles formam hábitos e rotinas que ditam nossos comportamentos.

Tudo pela praticidade!

Isso evita que nós fiquemos atoladas em pequenos pensamentos operacionais para realizamos atividades habituais. Imagine como seria a sua vida se você tivesse que raciocinar cuidadosamente para dirigir ou escovar os dentes?

Se hoje você está tentando emagrecer e mudar o seu estilo de vida, pode ser que você esteja sentindo uma grande sobrecarga com os seus novos afazeres.

Isso porque a vida que você levava antes provavelmente não exigia grandes esforços relacionados a como você comia, se movimentava e dormia.

Dormir pouco era habitual. Chegar cansada em casa e pedir pizza era habitual. Pular o treino por preguiça era habitual.

Então agora que você está tentando “pegar firme” , tudo pode parecer muito difícil! Mas isso acontece porque os seus novos comportamentos não são habituais e você ainda precisa raciocinar muito sobre tudo.

Uma vez que que o seu novo estilo de vida for verdadeiramente incorporado como rotina, tenha certeza de que tudo vai ficar mais fácil.

O SEU NOVO COMPORTAMENTO É SUSTENTÁVEL?

Os bons hábitos são tão viciantes como os maus, mas muito mais recompensadores!

O melhor que você pode fazer para parar de sentir que emagrecer é muito difícil é se dedicar para fazer esses novos comportamentos viraram hábitos.

Pense sobre a forma que você come, por exemplo. Você está pesando e medindo todos os gramas de tomate cereja que você come e registrando cada mordida num aplicativo no telefone?

Se sim, alguma parte de você sente que isso pode se tornar uma ação inconsciente?

Spoiler: eu fui essa pessoa por muitos anos. Eu pesava até o ovo e sabia a quantidade de carboidrato que tinha em 100g de uma variedade de frutas. Um dia eu decidi parar de pesar minha comida e nunca olhei pra trás. Se fosse um hábito ou uma rotina automática, eu teria dificuldades em parar. Faz sentido?

A mesma coisa vale pro seu contador de calorias gastas. Ele pode até ser útil no começo para te dar uma noção do seu gasto calórico (mesmo que a gente já saiba que o nosso corpo não obedece esses cálculos de forma tão simples). Mas, eventualmente, essa matemática vai te cansar.

ISSO É O QUE EU FAÇO, E NÃO O QUE EU PRECISO FAZER

Eu te encorajo a criar um estilo de vida que você verdadeiramente goste e que seja prazeroso, da mesma forma que você tinha prazer no seu estilo de vida antigo.

Sim, você vai precisar investir tempo e energia para preparar comida, comer com calma e se exercitar, mas todas essas coisas requerem apenas que você mude a forma que você usa seu tempo.

Em outras palavras, se você está aproveitando mal o seu tempo, talvez ligada demais às redes sociais ou colocando as suas séries favoritas em dia, você provavelmente precisará rever a sua agenda.

As mudanças que você está buscando são possíveis, mas vão exigir esforço considerável no começo.

Mas elas nunca vão efetivamente se tornar hábitos se estiverem carregadas de ansiedade e não te derem um sentimento de plenitude e bem-estar.

Se você acabou de começar a sua jornada e está mega motivada, use essa motivação para vencer os desafios dessa fase inicial e insistir nos seus comportamentos para que eles se consolidem.

Nunca se esqueça de que o objetivo final deve ser construir hábitos sólidos.

Por isso, não invista sua energia em coisas que você não se vê fazendo daqui a alguns meses ou anos – EMAGRECIMENTO É PARA SEMPRE!

E, por fim, torne a criação desses hábitos o mais fácil possível criando recompensas para si mesma quando completar a nova atividade numa determinada sequência. Assim, você se ensina a associar essa nova atividade com uma coisa boa, de forma que você vai ter cada vez mais vontade de realizá-la.

Cada uma dessas atividades precisa ser o que você faz, e não o que você precisa fazer.

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Coach Alimentar, Pn1

Eu ajudo mulheres a comerem melhor e emagrecerem sem neuras.

Eu sou coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, estudante de Nutrição, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu noivo e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Coisas que te nutrem além da comida

Coisas que te nutrem além da comida

Se você percebe que frequentemente come sem fome genuína e que grande parte da sua alimentação é movida pelas suas emoções, pode ser que outros aspectos da sua vida estejam desnutridos. Ampliar as suas formas de suprir suas demandas internas é um passo muito importante no caminho da liberdade e autonomia alimentar!

read more
Engordei na quarentena. E agora?

Engordei na quarentena. E agora?

A sua prioridade deve ser sempre o cuidado com a sua saúde física e mental. Lembrar que respirar, mover o corpo, manter a mente ocupada com qualidade e se alimentar bem e de forma consciente são ingredientes básicos para uma vida equilibrada. Não só na quarentena como em todos os outros períodos difíceis que você enfrentar na vida.

read more

Comentários

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *