Adeus, Clube do Prato Limpo!

by | Sep 20, 2021 | Alimentação, Mentalidade

Você é sócia do Clube do Prato Limpo? Tem cadeira cativa na turma que costuma comer tudo o que está no prato, independentemente de quanto foi servido ou de quão cheia você estiver?

Se a resposta for sim, você certamente não está sozinha. Este hábito é um dos mais desafiadores de superar para a maioria das minhas clientes. Infelizmente, este também é um dos principais condicionamentos que contribuem para os comer excessivo – que resulta nos seus quilos extras indesejados.

Muitas de nós crescemos em ambientes em que “raspar o prato” era desejável ou obrigatório. Isso ficou tão enraizado que hoje desperdiçar comida parece um crime. E mesmo que isso esteja te custando quilos a mais, parece impossível deixar algo sobrar sem sentir culpa ou angústia.

Nesse texto eu quero te contar como parar de comer quando seu corpo disser que já teve o suficiente, e não quando não restar comida no seu prato. Isso envolve um recondicionamento do seu padrão de raspar o prato, o que é desafiador, mas totalmente possível com repetição e persistência. Também separei algumas dicas para ajudar.

Mas o que é o “Clube do prato limpo”?

O Clube do Prato Limpo é composto por pessoas que não costumam parar de comer até consumir tudo que está no prato – no delas e quiçá no de outras pessoas. Este comportamento ocorre independente do quanto foi servido ou dos sinais de plenitude do corpo.

O que fez você se associar ao infame clube?

Em primeiro lugar, vamos deixar claro: você não nasceu sócia! Você apenas pedia leite e parava de mamar quando era suficiente. Nesse estágio, era impossível fazer você comer quando não estava com fome. Bebês e crianças são excelentes comedores intuitivos.

Mas então o que aconteceu? Ao longo da sua vida, você foi forçada a comer coisas que não gostava ou em maior quantidade que queria. “Se raspar o prato vai poder brincar mais meia hora lá fora” – recompensa por raspar o prato ou até mesmo medo de não raspar. E a comparação com os priminhos que raspavam o prato e a fazia se sentir diminuída, menos amada?! Você também aprendeu que coisas boas – sobremesa – vêm quando você come tudo.

Até que chega a torturante e eterna fase das dietas! É neste momento que você aprende a comer de acordo com as ordens de um “general invisível”, e executa um plano contador de calorias em horários pré-determinados. Veja, não é uma sentença, mas um condicionamento.

Os sócios do Clube do Prato Limpo são pessoas que confiam em papéis para orientá-los sobre o quanto comer, comem de acordo com o relógio e param de comer quando a comida acabou ou quando atingem a quota diária ou daquela refeição.

Sua mentalidade é escassa: você só pode comer em horas pré-determinadas e, talvez, não seja sequer o que você deseja. É uma infinita batalha interna. Membros do clube comem com a cabeça e vivem em constante negociação consigo mesmas. Parar de comer depende da força de vontade e se torna uma tarefa exaustiva.

Como vivem os não-sócios (sim, nós existimos!)

Em linha geral, os não-sócios param quando seu corpo dá o sinal de “pare” e – e possivelmente comem um pouco a mais em ocasiões especiais, como nas férias ou festividades. Para eles, o excesso faz com que a comida perca a graça e os deixe fisicamente desconfortáveis. 

Os não-sócios comem de acordo com a fome e possuem uma mentalidade abundante, pois sabem que a comida está sempre disponível e que podem comer novamente em algumas horas. Não se trata de uma atitude racional, é instintiva. Comem com o corpo, portanto não usam a força de vontade (racional) para parar de comer.

A boa notícia é que você pode aprender como fazer isso. É um habilidade aprendível. Você não está quebrada. Você pode aprender como parar de comer quando seu corpo está satisfeito – independentemente se houver comida no seu prato ou não.

3 princípios que podem te ajudar a cair fora do Clube do Prato Limpo

Seja intencional ao comer 

Aproxime-se da comida com a intenção de praticar, como você faria se estivesse tentando passar uma fase de um jogo. Seu objetivo? melhorar. Sem julgamento. Sem conversa interna negativa. Apenas ser 1% melhor que ontem. Não se distraia com telefone, computador ou televisão, você nunca terá sucesso em ouvir os sinais do seu corpo.

Esteja consciente ao comer 

Se você está distraída em seu telefone, computador ou enquanto assiste TV, você nunca terá sucesso em ouvir os sinais do seu corpo. Você tem que estar presente para isso, então faça o seu melhor para se sentar à mesa e comer suas refeições sem distrações.

Observe-se ao comer

Antes de sua primeira mordida, respire fundo algumas vezes para sair da sua cabeça e entrar em seu corpo. Observe como o seu estômago. Avalie novamente a meio da refeição. Você está ainda com fome? Com qual nível de fome? E, novamente, após comer mais um pouco. Você está sentindo algum peso ou estiramento no estômago? Em caso afirmativo, você pode ter dado algumas mordidas a mais.

Outras estratégias práticas podem facilitar o processo

#1 Use um prato de 24 cm

Isso ajudará você a obter uma imagem mais precisa de quanta comida seu corpo realmente precisa. Perceba que um prato de 24 cm é um pouco menor que um prato raso. Evite tentar comer num prato de sobremesa ou pires, já que um prato perceptivelmente muito pequeno vai engatilhar sua percepção de escassez.

#2 Melhores partes primeiro

Talvez isso vá contra tudo o que você aprendeu sobre comida, mas não deixe o melhor para o fim! Coma as coisas mais deliciosas do seu prato primeiro. Milhares de calorias desnecessárias são consumidas quando você deixa o melhor para o final.

#3 Coma devagar

Aprecie os sabores! Observe a textura! Esteja presente em sua refeição. Não se apresse com a experiência. Aprecie cada mordida. Comer é uma forma de autocuidado e você merece ser bem cuidada!

Coma em seu tempo e em um local agradável, que faça você se sentir relaxada. Às vezes comemos mais do que precisamos simplesmente porque temos que temos que voltar ao trabalho e não nos sentimos prontas.

#4 Programe um relaxamento pós-refeição

Às vezes comemos mais comida do que precisamos simplesmente porque temos que voltar para a labuta e não nos sentimos prontas. Eu chamo isso de comer para procrastinar. Tenha uma atividade planejada para imediatamente depois de comer. Seja jogar bola pro cachorro, jogar uma partida de um jogo, ler um livro, assistir um vídeo de um tema que te interessa, conversar com alguém que você ama, etc. Isso permitirá que você continue seu relaxamento por mais alguns minutos antes de voltar à rotina diária.

Quando se trata de alimentação, o corpo é rei. Sua mente pode decidir para onde ir nas suas próximas férias, o que vestir ou quando pagar as contas, mas é domínio do seu corpo decidir quando comer e quando parar.

Como diria a musa Geneen Roth: 

“Se sua mente vir a comida, sempre vai querer mais. O desejo é infinito. Sua mente não tem limites. Mas seu corpo tem. Ele pode conter apenas até certo ponto. E para saber quando parar de comer, você precisa seguir o seu corpo.”

Quer você termine a sua refeição no meio do primeiro prato ou depois da terceira rodada, a refeição sempre termina eventualmente. E sempre vai haver mais comida daqui a algumas horas.

Se você criou o hábito de limpar seu prato, saiba que desenvolver uma nova via neurológica no seu cérebro vai ser desconfortável no início. Nada de privação, apenas desconforto.

As coisas vão ficar mais fáceis. Você só precisa começar em algum momento. Intenção, consciência e observação.

E você? É sócia do Clube do Prato Limpo? Você luta para parar de comer quando seu corpo te diz que já teve o suficiente?                            

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Coach Alimentar, Pn1

Eu ajudo mulheres a comerem melhor e emagrecerem sem neuras.

Eu sou coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, estudante de Nutrição, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu noivo e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Comentários

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *