O Que Ninguém Te Conta Sobre Amar O Seu Corpo

por | fev 8, 2020 | Autoestima, Mentalidade

Você sente que amar o seu corpo é difícil demais?

Você acredita que ele precisaria ter uma aparência diferente para que você o amasse?

Então minha amiga, nós precisamos conversar.

Veja, você provavelmente foi convencida que amar o seu corpo é, de alguma forma, algo ligado à sua aparência. Isso está profundamente em todas nós. Quem nunca ouviu dizer que a “fulana engordou porque se abandonou?” – indicando uma mudança na aparência dela por falta de amor e autocuidado.

Assim, é natural que a gente busque mudar a nossa aparência – via emagrecimento, preenchimento facial, cirurgia, cor do cabelo, etc. – para que, finalmente, sejamos capazes de nos amar.

Quanto ao nosso peso, nós temos a plena certeza de que esse sentimento lindo de amor-próprio vem de bônus uma vez que chegarmos a algum “peso ideal”.

Mas… simplesmente não é assim que funciona.

A insignificância da balança

Eu nunca vou me esquecer do toque frio do piso do banheiro embaixo dos meus pés, todas as manhãs, enquanto a balança ligava.

Por muitos anos, eu permiti que aquele aparelho determinasse como seria o meu dia.

Se o número era menor que o dia anterior (raro), eu sentia a excitação que me incentivava a continuar contabilizando cada tomate-cereja que passava pela minha boca, já que eu acreditava que esse controle garantiria liberdade que eu buscava.

Se o número não mudava, a frustração e desesperança dominavam o meu dia, e eu sentia que nunca ia chegar lá (em nenhuma área da minha vida).

Mas nada era pior que ver o número subir (muito frequente). Aí eu entrava na espiral do pânico, do terror, do medo do julgamento, da vergonha e da ansiedade de traçar um “novo plano infalível” para emagrecer.

Talvez você já tenha sentido isso (talvez hoje mesmo). Isso não é surpresa, já que, na nossa cultura, nós aprendemos que o nosso valor está no nosso peso e na nossa beleza. Caso nós não estejamos no padrão, nós não conseguiremos amor, conexão, segurança, estabilidade, respeito – e todas as outras necessidades inatas dos humanos.

Por isso, eu quero que você pense agora na pessoa que você mais ama nesse mundo.

Você pensou?

Agora eu quero que você responda, sinceramente, se o seu amor por ela diminuiria um centésimo se o peso aumentasse.

Aliás, você sabe quanto ela pesa? Essa informação é de alguma forma relevante na relação de vocês?

Essa reflexão é importante para que você perceba que você é mais que aquele número. Você merece tudo de melhor, não importa o que aquele quadrado de vidro te diga.

Ressignificando o amor incondicional ao seu corpo

Saiba que tudo muda quando você tira o foco da perda ou do controle do seu peso e coloca as suas energias em nutrir e honrar o seu corpo, em tratar esse vassalo, o seu único instrumento para acessar a sua vida, com o amor que ele merece.

Você não precisa amar a aparência do seu corpo, mas pode tratá-lo com amor de qualquer maneira. Isso é amor incondicional.

Saiba que não estou dizendo que é errado mudar a sua aparência, você é livre para fazer o que quiser! O que estou dizendo é que, se a busca pelo emagrecimento for baseada em auto-rejeição ou em medo, você nunca terá o que realmente deseja – porque pesar menos não te dá a habilidade de se sentir bem no seu corpo (talvez você se lembre de uma época em que você estava muito magra e ainda assim não se sentia boa o suficiente).

Esse é um trabalho interno e, muitas vezes, à medida que o seu quadro interno muda, o quadro externo começa se transformar.

A única mudança sustentável é baseada no amor. Escolha essa!

Lívia Raimundo

Lívia Raimundo

Terapeuta Nutricional

Eu ajudo mulheres a emagrecer desafiando a cultura da dieta.

Eu sou nutricionista e coach nutricional, doutora em marketing de alimentos, aquariana, louca por café, livros e um bom papo. Eu também amo cozinhar (e comer, óbvio).

Eu vivo em São Paulo com o meu marido e nossos dois filhos de quatro patas, e dedico a maior parte do meu tempo a inspirar mulheres a alcançarem uma relação mais leve e feliz com a comida e com o próprio corpo.

O Passo-a Passo para Escapar da Prisão da Comida

Quiz da Liberdade Alimentar

Teste seu nível de conhecimento e habilidade nos exatos pontos que eu aprendi a dominar para reescrever a minha história com a comida e com o meu corpo!

Relacionados

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *